A redes sociais na vida das pessoas

No texto de hoje, resolvi entrar em um assunto que vem me atentado a alguns meses. As redes sociais estariam aproximando ou afastando as pessoas?


Sem entrar no mérito sociológico do assunto, buscarei evidenciar prós e contras dos benefícios dessa alternativa que inter-relaciona pessoas em todo o mundo.

A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS NA VIDA DAS PESSOAS.

É evidente que nos dias atuais a corrente do mundo virtual vem atraindo inúmeros usuários a ter a oportunidade de expandir seu leque de amizades, essa vertente vem tomando proporções gigantescas, e fugir ou correr contra ela é perca de tempo, pois com a evolução tecnológica, se não nos adequarmos a essa realidade, acabaremos ficando desatualizados e consequentemente perderemos a possibilidade de interagir com muitas pessoas.

Eu mesmo tenho alguns perfis de redes sociais, e alguns endereços de mensagens instantaneas, além de utilizar do meio para poder divulgar meu blog. Portanto eu estaria sendo  incoerente em afirmar que esse evento seja algo negativo na vida das pessoas, porém vejo que infelizmente as pessoas estão confundindo as coisas, e acabam tornando essa viável comunicação como algo mais prazeroso do que desfrutar de sensações que com certeza são mais prazerosas, pessoalmente. Durante meus muitos anos de inclusão na era digital, conheci muitas pessoas por esse meio, pessoas que jamais conheceria, ou então estabeleceria certos laços de amizades se não tivesse a chance de passar noites em claro dialogando por essa alternativa, com o único fim de estreitar laços e poder conviver com muitas histórias que ocuparam e ocupam muitos de meus pensamentos. 

Acredito que além de conhecer pessoas maravilhosas, também fiz tanto uso da internet para me comunicar devido a distância em que muitas dessas pessoas estavam de mim. Recentemente desfruto de muitas companhias maravilhosas, estas que conheci e que jamais vi pessoalmente, porém tornaram meus dias muito mais agradáveis, mesmo sem conhecê-las pessoalmente, me sinto muito a vontade de poder desabafar e ouvir os mistérios delas, porém confesso que trocaria toda a sensação repassada por meio de orkut, Facebook, msn e etc, por situações que me levassem a ter essas pessoas junto a mim nos mesmos horários e momentos em que conversamos virtualmente.

O mundo está muito dinâmico, e estamos esquecendo de pensar no tão agradável que é dar risada junto de alguém, ver o “olho no olho”, um "abraço" tem cada vez menos importância, ou talvez por se tornar algo que cada vez menos acontece, tenha se tornando um sinal de muita proximidade. Resolvi listar algumas citações onde o mundo virtual se englobou e acabou tornando-se um caminho viável para estreitar laços, citarei o “como era”, e o “como está”, mas o “futuro como será”, este será determinado através das próprias pessoas que expandem este veículos de comunicação:

A FORMA ATUAL DE CONHECER PESSOAS

Antigamente, conhecíamos pessoas diretamente, seja através de amigos próximos,  de algum contato ou atitude que tínhamos. Atualmente existem diversos meios de se conhecer pessoas, telefone, msn, redes sociais. A substituição (adequação tecnológica)  trouxe inúmeras oportunidades que jamais teríamos se ela não existisse. Por exemplo: Você só conheceria alguém se tivesse algum conhecido em comum com ela, e a única forma de manter contato com ela, seria se a encontrasse diariamente ou por acaso. Com a expansão da Internet basta uma ocasionalidade para poder conversar online com alguém, um rosto bonito ou um perfil interessante pode trazer muitas amizades e contatos, e manter esse laço virtual é muito mais fácil do que pessoalmente, pois o tempo de resposta proporciona na conversa a chance de se pensar no assunto e refletir aquilo que se quer dizer, perdemos aí um pouco de sinceridade e ganhamos estabilidade entre os envolvidos.

OS NAMOROS VIRTUAIS

Encontrar uma namorada(o) virtual tornou-se algo constante nos papos das pessoas, quem jamais se envolveu com alguém que conheceu pela a Internet, isso acabou se tornando um negócio. Muitos sites cobram taxas para tentar bancar o CÚPIDO de pessoas com gostos similares. Os pontos bons disso é que podemos ter mais opções e conhecer muito mais pessoas, ter um leque de escolhas maior e identificar fatores em comum, fazendo com que a procura seja menos exaustiva, e mais certa. O ponto negativo, é que deixamos de ter sensações que jamais serão reproduzidas por um computador, como a paixão a primeira vista, pois nada se aproxima da sensação que alguém sente ao estar ao lado da pessoa por quem nos apaixonamos apenas pelo o olhar, isso torna a conquista diferente, e as emoções jamais serão expostas por meio de código binários.

Tendo em vista esses dois assuntos, acredito que o assunto quando analisado minuciosamente gera um dogma, e poucas são as pessoas que saberiam compreender a hora certa de utilizar cada meio de comunicação como algo benéfico, chegar ao meio termo do assunto, no meu ponto de vista, seria o mais agradável. Vale a pena salientar que não me posiciono sobre o assunto, apenas cito que durante tantos anos de redes sociais conheci muitas pessoas por meio delas, muitas se foram, outras ficaram, e se tornaram grandes amigas, porém se me perguntassem se prefiria ter estabelecido essas amizades pessoalmente, jamais hesitaria em dizer que: SIM.

Considerando as situações, vale salientar que as redes virtuais fazem parte de um processo de comunicação entre pessoas, ou seja, elas são uma alternativa, e não o meio fundamental que estabelece a proximidade entre elas, devemos então pensar se realmente não existe um exagero em considerar que trocar mensagens on line seja mais prazeroso do que ter a companhia de um amigo, familiar ou namorado pessoalmente.

Muita paz, sempre!