A HONESTIDADE DOS FORASTEIROS


Ontem eu estava vendo algumas discussões no grupo ACORDA BARREIROS DE CARINHO. Prestei atenção no que algumas pessoas conscientes estavam a tratar por lá, não vendo, claro, uma resposta a altura das perguntas. Como infelizmente sempre acontece com os responsáveis por aquele grupo ou outros montados por eles. Vi que o amigo Geovani Lima, a Moniique Alves e até o Mario Moreira estavam lá ate altas horas da madrugada debatendo, sem encontrar uma resposta, ao menos satisfatória. Justamente por não terem, alguns defensores carinhosos argumentos a altura logo começaram a se "arvorar", como sempre acontece, partindo para o lado pessoal, quando as perguntas levantadas lá, eram de interesse de todos os barreirenses.


Um dos personagens que estavam querendo "malhar" era o senhor Dagoberto (Beto da Sensação), empresário local. Usaram de tudo, na tentativa de humilhar aquele senhor por sua campanha. Por estar este com alguns pontos de aceitação do público, quando o candidato carinhoso do PSB está despencando nas pesquisas.

Tentaram fazer um levantamento dos candidatos e citaram Roque Estrela, por ter vindo para Barreiros com apenas um mês de idade, se não me engano, e o senhor Dagoberto por estar por aqui a pouco mais de 30 anos. Segundo as "defensoras carinhosas", estes senhores não são dignos de estarem disputando a prefeitura municipal e chamam-nos de FORASTEIROS.

Quero chamar a sua atenção para uma algo que talvez poucos observaram. Para isso, estou trazendo aqui a ficha cadastral de cada candidato, segundo o que é divulgado no do TSE.


XEQUE JUVENTINO É FILHO DA TERRA,  e não vimos impugnação na ficha cadastral dele.



ROQUE ESTRELA NÃO É FILHO LEGÍTIMO, mas viveu sua vida inteira aqui. Logo, torna-se um cidadão barreirense. Não vimos impugnação na ficha dele.



BETO DA SENSAÇÃO TEM EMPRESA MONTADA EM BARREIROS, logo isso o faz capaz de lutar, disputar, pela cidade aonde por sinal investiu e investe a mais de 30 anos, como ele mostra em sua campanha. Não vimos igualmente impugnação na ficha dele.

Já o senhor Carlinhos da Pedreira, é filho da terra, a 40 anos, conforme sua documentação, e no entanto, apenas começou a olhar para Barreiros, agora. Unicamente por motivação politica. Conforme já demonstramos em postagens anteriores bem como todo mundo nos quatro cantos da cidade comenta. Ou seja, mais uma vez pensam que somos IDIOTAS (coloquei em maiúsculo de proposito) e tentam nos fazer ficar cegos, esquecendo que estamos cada dia mais antenados. E no entanto, encontramos na ficha deste senhor das pedreiras o seu registro com impugnação. Vejam bem que não somos nós, barreirenses que estamos apresentando esta ficha. Qualquer um pode acessar o site do TSE e buscar no DivulcaCand a ficha de todos os candidatos à prefeito ou vereadores. Está tudo lá.



Perguntas temos sempre e que não querem calar: por que será que na documentação dos demais candidatos (Xeque, Beto, Roque) tudo está certinho, inclusive com seus valores, e na documentação do senhor CARLINHOS mostra APRESENTADA IMPUGNAÇÃO? 

Sem contar que com referencia as contas de bens, o senhor Carlinhos diz apenas ter de seu R$ 110 mil reais, enquanto o senhor Beto, menos milionário que ele, mostra ser um forasteiro honesto, colocando livremente suas contas para o povo, para a população, sendo inclusive transparente com respeito aos seus bens? Coisa que não aconteceu com o senhor da Pedreira. O que me faz lembrar o senhor João Baleia, em São José da Coroa Grande, que é filho de lá e que já foi prefeito duas vezes aqui em nossa cidade, tendo atuado ainda como comerciante e morador nestas bandas por um bom tempo. Certamente este também devia ser chamado pelas "defensoras carinhosas" de FORASTEIRO. Parece que elas esqueceram dele. Mas, eu não. Este ultimo, em sua declaração de bens diz apenas ter apenas 50 mil reais, quando a verdade mostra que apenas um dos prédios, o da agencia Bradesco, custa no mínimo 250 mil. 


Será que os senhores Roque e Beto, por serem forasteiros, como eles dizem no grupo ACORDA BARREIROS DE CARINHO, são mais honestos que o filho da terra? Estas imagens parecem provar o contrário.



Será que o senhor Beto, o senhor Xeque e o senhor Roque são mais leais em suas prestações de contas que o senhor Carlinhos?

Estima-se até agora uma campanha de milhões da parte do senhor da pedreira, e no entanto o mesmo diz apenas ter 600 mil reais para gastar como teto limite. Coisa que por sinal, nos mostra a mesma coisa o senhor João Baleia, aonde diz ter apenas 150 mil para gastar. Qualquer leigo, fazendo suas contas por baixo, vê que os gastos destes senhores já ultrapassam a casa dos 2 milhões de reais. Ou mais...

Gostaria que me respondessem se os forasteiros, como dizem, são mais honestos que os filhos da terra? 

Alguém tem resposta a estas perguntas?

Um forte abraço à todos com o desejo de muita paz, sempre!