Votos de Marina Silva em Barreiros poderão ser de Dilma Rousseff do PT

Marina Silva e Dilma Rousseff em debate apresentado pelo portal UOL.
A campanha para 2º turno está até então, uma das mais calmas dentro da cidade. Felizmente! Sem militância ou pelo menos não é aquela mesma em que, bem paga ou mau paga, estava nas ruas vestidas de amarelo em busca de votos para governo do estado Paulo Câmara, para senador Fernando Bezerra Coelho, Deputada Estadual Simone Santana, Deputado Federal Eduardo da Fonte, candidatos eleitos por sinal, e finalmente Marina Silva que era a candidata à Presidência da República, em substituição à Eduardo Campos, morto este ano de acidente aéreo, conforme todos já estamos cansados de saber.

Marina Silva, que era militante e uma das fundadoras do PT, tendo depois, por interesses, saído deste partido e ingressado no PV, passando alguns anos ali. Com o passar do tempo a mesma cria com seu grupo a REDE Sustentabilidade, que não conseguiu ser aprovado ano passado. Sem partido Eduardo Campos então conseguiu lançar a rede, e pesca Marina para o PSB. 

Inicialmente sem muito foco, já que ela estava, forçadamente, às sombras do ambicioso Campos, ela e ele estavam cotados como última opção na maioria das pesquisas, enquanto ele ainda estava vivo. No geral, as pesquisas sempre apontavam Eduardo Campos em terceiro lugar. Numa ultima realizada pelo Data Folha, em parceria com a Globo e o Ibope, apresentada na mesma semana de sua morte, Dilma aparecia com 38% das intenções de votos, Aécio Neves 23% e finalmente, Eduardo Campos conseguiu atingir a marca de 9% das intenções. (Leia Aqui)

Com a morte de Eduardo, o partido passou à ver em Marina uma "salvação" e ele, por sua vez, passou á ser aceito como o homem que determinava as coisas e os demais deveriam cumprir. Segundo alguns, Marina era a escolha de Eduardo, assim como os demais inseridos na campanha.

Em pouco tempo Marina despontava à frente de Aécio Neves sendo a segunda colocada, e disputando cara a cara com Dilma Rousseff, dizendo-se a nova política, usando em todos os seus discursos o emocional pernambucano pela morte trágica do ex-governador de Pernambuco.

Muitos votaram em Marina, rejeitando Aécio Neves. Aqui em Barreiros não poderia ser diferente. Com a máquina na mão, o PSB fez campanha, caiu na rua, e por muitas vezes o prefeito que também é PSB, deixou de trabalhar, ou seja, fazer o seu trabalho como prefeito para pedir votos nas ruas e engenhos, como se a campanha fosse pra ele.

Muito foi gasto e muito foi feito, para atingir seus objetivos, isso temos que admitir.

Marina Silva recebeu em Barreiros 11.958 votos, ou seja, 57,74% dos votos válidos contra 36,89%, ou seja 7.640 votos de Dilma.

Marina Silva, foi muito bem votada em diversas cidades pernambucanas, chegando ao patamar de 48,05% contra 44,22% dos votos válidos para Dilma.

Já Aécio Neves em Barreiros conseguiu a expressiva margem de 4,11% das intenções de votos, ou seja, 852. Ficando vergonhosamente em terceiro lugar, recebendo praticamente o número de votos para um candidato à vereador na cidade.

No segundo turno, Marina Silva que deveria optar pela neutralidade, é forçada mais uma vez, e como gado aprumado, toma partido por Aécio Neves. Faltou ética em Marina? Certamente que sim. Em pouco tempo ela que estava acirrada em defender sua eleição, desceu a lenha e Aécio, em diversos debates, em menos de 10 dias, passa à defendê-lo.


Por mostrar-se uma pessoas sem caráter, e sem palavra, ela passa à ser citada como ultima opção dos barreirenses para voto, e qualquer um que a mesma indicar passa à não ter valor.

Os barreirenses dizem que para não votar em Aécio e por não mais acreditar em Marina Silva (que está com os dias contados dentro do PSB), optarão para segundo turno em Dilma Rousseff do PT.