HIPOCRISIA - Carlinhos da Pedreira acabou com o PCC dos Professores assim que assumiu o poder, em Outubro de 2013, e agora apresenta em 2016, com fins políticos.

Assim que assumiu o Governo da Prefeitura Municipal de Barreiros, o atual Prefeito Carlinhos da Pedreira, junto com os vereadores de bancada tomou como primeira providência, a destruição do PCC (Plano de Cargos e Carreiras). Agindo na surdina, com a câmara de vereadores, foi votado, sem o conhecimento do povo pela disseminação do mesmo.

Graças à uma fonte que ainda funciona dentro da Prefeitura Municipal, fui informado do que estava acontecendo, e tão logo fiquei ciente, vim aqui, nesta página, informar aos leitores, que até então, nada estavam sabendo do golpe que estava acontecendo por suas costas.

Assim sendo, o SINTEPE, que na época foi informado, pouca ou nenhuma providência tomou. O Vereador Lula da Abes (PT), foi por telefone notificado, igualmente por mim, e naquele período, disse que nada soube. Após a publicação, os profissionais da educação ficaram cientes, e já na semana seguinte diversas reuniões foram feitas, algumas inclusive na câmara municipal. Professores foram à Casa de Nilo Morais em busca de respostas por parte dos vereadores, estes por sinal, se esconderam e, como estavam amarrados com o Prefeito, calaram-se.

No inicio do ano de 2014, o Vereador Lula, falou algumas vezes (temos que reconhecer) sobre o assunto do PCC, cobrando ao Prefeito Carlinhos alguma resposta para a questão. Uma de suas primeiras falas no mês de fevereiro de 2014 foi: "Senhor Prefeito Carlinhos, estamos esperando uma resposta de sua parte. O senhor disse que estaria contratando uma equipe para dar andamento do PCC e até agora, nada". Em meados do mesmo ano novas cobranças vieram.

O SINTEPE começou igualmente à dar os passos iniciais em busca de cobranças, e tudo o que vimos por parte do Prefeito Carlinhos da Pedreira foi um completo silêncio, sem importância nenhuma para o caso do PCC. Para ele, não era, até então, um caso de importância. Vamos e convenhamos, não era ano de eleição e ele já estava eleito.

Aqui neste blog algumas notas de cobranças foram feitas com relação ao Plano de Cargos e Carreiras, cortado pela ação do Prefeito Carlinhos, que mostrou-se, até o final do ano passado, irredutível.

No entanto, no dia de hoje, em pleno período de pré-campanha politica, sabendo que precisa angariar pontos para sua tentativa de reeleger-se, da maneira mais hipócrita possível, o Prefeito diz "não conseguir expressar sua felicidade de contribuir com esse direito do servidor público barreirense". E como sempre faz, pousa para foto, apresentando um projeto que foi por ele destruído no inicio de sua gestão, às costas do povo.

Publicação extraída da Fan Page da Prefeitura Municipal de Barreiros
Primeiro ele desmoraliza os profissionais da educação, agindo pelas costas, retirando direitos adquiridos á duras penas pela classe, depois passa anos sem dar importância ao caso desta mesma categoria e agora apresenta como sendo, praticamente, o idealizador do PCC!?

Perdoe-me gente, mas estou cheio deste mundo de hipocrisia, implantando em Barreiros. Mas de uma coisa tenho que concordar com alguns contatos e amigos, de que "se todo ano fosse ano de eleição, os políticos fariam o que tinha que ser feito e o povo certamente, não passaria por apertos financeiros entre outras ações".

Como se pode ver, a hipocrisia do atual gestor não tem limites, e mais coisas virão por aí, já que estamos em ano eleitoral e ele precisa de votos, mesmo sabendo, não ter condições de reconquistar o povo, com altos índices de rejeição.