Prefeito Elimário pretende mandar algumas pessoas à câmara de vereadores para vaiar os vereadores que se colocarem contra o fim do Novo PCC

Até o exato momento a Prefeitura de Barreiros está entrando para o conceito de a segunda administração à ser reclamada em tempo record (Elimário está perdendo apenas para Carlinhos, gestor Janeiro entre 2013-Dezembro 2016).

Desde que Elimário Farias, João Baleia (Secretário de Governo) e Thomaz Baleia, assumiram o poder da Prefeitura Municipal de Barreiros, a cidade como um todo, parece estar andando para trás, ou pelo menos, paralisado no tempo, não anda mais.

Elimário, que segue ordens aos mandos e desmandos de João Baleia, por temê-lo de alguma forma, tem em seu secretariado administrativo todos os que João mandar ou permitir que fique. E agora, "revendo alguns conceitos" tem eles em META a destituição do Novo Plano de Cargos e Carreiros, agindo igual à Carlinhos da Pedreira que em 2012 destituiu um para trazer um outro com algumas renovações, visando, em Março de 2016, a reeleição.

Segundo informes, Elimário, junto com sua equipe administrativa tem traçados os mesmos passos, politicamente falando. E estão com toda a força, querendo destituir o Novo PCC para, daqui à dois ou três anos implantar um suposto novo, com cara de "renovado" para engabelar os servidores.


Uma das estratégias é "enxugar a maquina financeira" para que "sobre mais dinheiro" à ser investido em outros setores (quem sabe novas faculdades gestacionais?).

Para a reunião de manhã, na Câmara Municipal de Barreiros, segundo informes, está sendo preparado um ato de VAIAS por parte de alguns contratados da Prefeitura, atendendo mandos dos três prefeitos à cada fala dos vereadores que apoiarem a continuação do PCC, e gritos de vivas para os vereadores que forem contra, ou seja, à favor da derrubada do Novo Plano de Cargos e Carreiras.

Os "contratados" para os gritos de vaia devem apelar para o "VIVA" para as falas de Ivalda Farias, Nildo, Cristiano e Walter Buarque. Os demais vereadores, principalmente o Vereador Careca correm o risco de serem vaiados com gritos de FORA ou CALA A BOCA, por aqueles que serão enviados à Casa de Nilo Morais para este ato.

No final das contas, perde sempre o servidor comum que corre o sério risco de ficar, mais uma vez, sem benefícios, alguns tão difíceis de serem-lhes garantidos.